Neurohacking: como é possível hackear o cérebro humano.

Neurohacking é a ciência e arte de potencializar o cérebro, a mente e o corpo para experiências e competências mais otimizadas. Apesar do termo ser relativamente jovem, práticas ancestrais como a meditação e o tão afamado fasting (jejum) são alguns dos métodos utilizados nos programas de neurohacking. Não se deixe intimidar, não precisa de ter um curso de ciência computacional ou estudar neurociência para conseguir implementar estes hábitos. Garantimos-lhe também que o neurohacking não é um módulo da cientologia nem é uma prescrição apenas para os cérebros mais novos. Pretende ser uma ciência associada a um grande leque cultural e a um estilo de vida holístico – isto é, não é sectário nem exclui os seus interesses pessoais.

Como hackear o cérebro humano?

Lemos frequentemente a importância do cuidado de rosto e do cuidado ocular, mas não ouvimos tanto sobre o cuidado mental – um tema finalmente em voga, agora que enfrentamos uma pandemia que implica períodos de confinamento. Mas como podemos fazer um reboot ao processo de raciocínio? Ficaria admirado se a gratidão e a escrita de um diário estivessem incluídos no conjunto de práticas que promovem a qualidade do pensamento? Experimente transcrever uma citação que tenha gostado de ouvir numa série ou uma expressão nova que gostaria de utilizar no próximo e-mail. Faça uma lista de objetivos que quer atingir – não se assuste, não tem de definir um prazo, mas vá riscando à medida que os completa.

Primatas sociais

O nosso comportamento é afetado pela companhia que temos. Por quem nos rodeia no trabalho, na fila do supermercado, por quem grita ao telemóvel na fila de trás do autocarro, por quem regista as nossas compras na caixa do supermercado, etc. Se o nosso espaço é invadido por teorias ou comentários tóxicos é quase inevitável que o nosso estado de espírito se deixe afetar. E algo novo? O “tempo a um” também pesa na equação da potencialização das nossas capacidades cognitivas. Já pensou em fazer a sua caminhada exclusivamente consigo mesmo? E que tal planear um fim de semana ou umas férias sozinho quando for possível voltar a viajar em segurança? Não, ir à mercearia do seu quarteirão sozinho não conta.

O espaço que habita

A iluminação é frequentemente desvalorizada e deve ser tratada como um nutriente para a nossa saúde. A redução da luz antes de pensar em ir dormir é fundamental. Já pensou em alterar o seu interruptor do quarto para um regulável. Abrir as janelas e deixar o ar circular é tão importante como lavar a louça.

Como testar o neurohacking

• Inclua nas suas refeições alimentos ricos em substâncias antioxidantes e vitaminas do complexo B como os mirtilos, vegetais verdes escuros, frutos secos e cereais integrais;
• Organize a sua rotina diária em blocos de tempo destinados a apenas uma atividade de cada vez;
• Escreva um diário de gratidão sobre as coisas positivas que ocorrem ao longo do seu dia;
• Reflita profundamente sobre as reais razões de fazer tudo o que faz diariamente;
• Procure deitar-se, acordar e fazer as refeições sempre nos mesmos horários (isso dá ritmo e orientação ao cérebro);
• Mantenha contacto e partilhe as suas experiências diárias com um neurohacking buddy (parceiro de neurohacking);
• Procure vídeos que ensinem a meditar de forma simples;
• Dedique também algum tempo para apenas apreciar o silêncio, um tempo para “fazer nada com qualidade”.

© 2021 Gobrain Brasil. Todos os direitos reservados.